Domingo
24 de Março de 2019 - 

Acesso do Usuário

Notícias

Newsletter

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Grupos Reflexivos ajudam a diminuir reicindência de casos de violência doméstica, afirma coordenador em visita a Sandra Regina

A presidente da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), desembargadora Sandra Regina Teodoro Reis, recebeu, na quinta-feira (10), em seu gabinete, o coordenador do projeto dos Grupos Reflexivos para Autores de Violência Doméstica, o advogado José Geraldo Veloso Magalhães. Além de cumprimentar a magistrada pelo trabalho a frente da coordenadoria, José Geraldo agradeceu e falou da importância da parceira com o Tribunal goiano. “A questão da violência é cultural e, ao ser debatida, há a conscientização. “São mais de 60 grupos realizados, mais de mil autores de violência doméstica já passaram pelo projeto e o nosso índice de reincidência é próximo a zero”, falou sobre o sucesso do projeto, iniciado em agosto de 2015. De acordo com o coordenador, a proposta do grupo reflexivo é trabalhar com os autores de violência doméstica, visando produzir um efeito ressocializador. Dentro do projeto, os agressores, autores de crimes incursos na Lei Maria da Penha, são obrigados a participar de reuniões como uma das medidas que condicionam suas liberdades. “O objetivo é promover o desenvolvimento de recursos e habilidades não violentas no âmbito das relações interpessoais, especialmente conjugais e familiares e, consequentemente, evitar a reincidência na prática do delito. Os grupos envolvem o trabalho de profissionais como advogados, psicólogos, assistentes sociais e musicoterapeutas”, frisou. A desembargadora Sandra Regina agradeceu a visita e lembrou que a parceria também é importante para o TJGO. Segundo ela, há um reforço na prevenção “visando evitar que aumente os ciclos de violência, além de atuar como uma importante ferramenta no fortalecimento de laços familiares”. Tweet
11/01/2019 (00:00)
Visitas no site:  774225
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia